quarta-feira, 4 de março de 2015

Prefeitura inaugura Unidades de Educação Infantil e quadra de esportes no Aurá

Na próxima quinta-feira, 5, a partir das 9 horas da manhã, os moradores do Aurá irão comemorar a inauguração  das Unidades de Educação Infantil Aurá e Verdejante e da quadra de esportes da Escola Municipal Parque Bolonha. Os novos espaços têm o propósito de atender os filhos dos catadores do aterro sanitário e, assim, possibilitar um futuro mais digno às famílias que residem na área.
A primeira a ser inaugurada será a UEI Verdejante, seguida da UEI Aurá e por último, a quadra da escola Parque Bolonha.
Nas UEIs e na UP as aulas já iniciaram, não prejudicando assim o calendário escolar de 2015. A UEI Aurá atende, de forma parcial, 48 alunos nas turmas do Maternal I e Jardim II, na faixa etária de 2 e 5 anos, respectivamente. Na UEI Verdejante, 41 alunos são acolhidos nas turmas do Maternal e Jardim I, com alunos de 3 e 4 anos.
Com os novos espaços, a Prefeitura de Belém vem reduzindo o número de crianças nesta faixa etária fora da escola.  A Prefeitura Municipal de Belém é quem possui a maior oferta de ensino da educação infantil em todo o estado do Pará. Em seguida está a rede privada. Enquanto a Secretaria Municipal de Educação atendeu no ano de 2013, 3.599 alunos na faixa etária de zero a três anos, a rede particular atendeu 2.859. Os dados são do Educacenso/MEC/Inep.
Na Escola Municipal Parque Bolonha, também no Aurá, será feita a inauguração da quadra de esportes da escola. O novo espaço garantirá mais uma opção de lazer e aprendizado aos alunos. Esta é a terceira quadra inaugurada pela prefeitura somente este ano. Antes havia sido entregue a quadra das escolas Maroja Neto e Lauro Chaves, ambas em Mosqueiro, e da escola Pedro Demo, em Outeiro.
A média nacional aponta que de cada dez escolas, apenas três possuem quadra de esporte em todo país. Em Belém, no entanto, a média está bem acima das estatísticas. 84% das escolas da rede municipal de ensino já dispõem desse espaço. A meta é que até o final desta gestão, todas as escolas de Belém possuam quadras poliesportivas.
Endereços das Unidades:
Unidade de Educação Infantil Aurá
Endereço: Conjunto Verdejante IV, quadra 4, rua 4, N 16.
Unidade de Educação Infantil Verdejante
Endereço: Conjunto Verdejante IV, quadra 3, lote 36, bairro: Águas Lindas
Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Parque Bolonha ( Inauguração da quadra)
Endereço: Conjunto Verdejantes III, quadra XIV e XV


sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Carnaval da Paz na UP Passo a Passo




Aconteceu na manhã desta sexta-feira, 13, a festa de carnaval da Unidade Pedagógica Passo a Passo, no bairro do Tapanã.  Com alas das crianças e dos pais, o bloco carnavalesco deu volta no entorno da unidade com cerca de 300 brincantes.  Há seis anos os profissionais da UP organizam esta festa para a diversão e ensinamento das crianças, que iniciam as preparações com as crianças semanas antes da festa, com a confecção de fantasias e das músicas são cantadas durante a festa.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Outeiro comemora inauguração de quadra poliesportiva

A Escola Municipal Pedro Demo, localizada em Outeiro, recebeu nesta quarta-feira,11, a nova quadra de esportes da Unidade. O espaço foi inaugurado pelo prefeito Zenaldo Coutinho. A quadra, que é coberta e possui estrutura completa para a prática de esportes, favorecerá não só os alunos, mas também a toda a comunidade, que  poderá agendar a utilização do local, na secretaria escolar.
A média nacional aponta que de cada dez escolas apenas três possuem quadra de esportes em todo o país. A capital paraense, no entanto, está bem acima dessa estatística: mais de 84% das escolas da rede municipal já dispõem desse espaço.
Até o final desta gestão, a Prefeitura de Belém estará com 100% de quadras poliesportivas nas escolas da rede municipal de ensino. As atividades realizadas nesses espaços são interligados com as disciplinas e com o cuidado pela saúde dos estudantes. “Antes de chegarmos aos 400 anos, nós vamos atingir 100% das nossas escolas com quadras poliesportivas de qualidade. Nossa busca no sentido de termos quadras em todas as nossas unidades escolares reflete nos direitos que as crianças têm por uma educação saudável. Queremos que todos façam uso correto e adequado dessa quadra para o uso de suas atividades”, explicou Rosinéli Salame, secretária municipal de Educação.
Desenvolver projetos e investir em meios que possam auxiliar no aprendizado dos alunos é, para Zenaldo Coutinho, o compromisso de criar escolas que possam ser referência na educação e instrumentos para um futuro melhor.  “A cada inauguração, a cada materialização de sonhos e projetos, a gente vai conseguindo satisfazer as necessidades das pessoas, em especial quando a gente atua na educação. Queremos que nossos alunos digam futuramente com orgulho, eu estudei em escola municipal com ensino e estrutura de qualidade”, disse o prefeito de Belém.
Os materiais entregues para a prática do esporte, como bolas para diversas modalidades, redes, boliche e cordas, por exemplo, irão auxiliar na prática dos exercícios e no aprendizado dos alunos. O novo espaço irá contribuir para o desenvolvimento estudantil de diversas maneiras, como explica o professor de Educação física, Márcio Messias. “Nossa intenção é proporcionar aos nossos alunos uma educação de qualidade incentivando a prática do estudo através do esporte, de forma a colaborar no desenvolvimento psicomotor e cognitivo para todas as disciplinas, além de promover a socialização dos nossos alunos com deficiência. É visível que hoje o professor é valorizado. A Prefeitura muito tem colaborado para que nosso trabalho seja desenvolvido de maneira eficaz”, frisou Márcio.
Durante a programação de inauguração, o grupo folclórico Curuparé, do bairro da Brasília, animou a festa de inauguração dançando o ritmo típico do Pará, o carimbó. 
Texto: Aline Saavedra
Foto: João Gomes - NID Comus
Secretaria Municipal de Educação (SEMEC)

Icoaraci ganha escola com educação em tempo integral

Uma escola com oito salas de aula amplas e climatizadas, um mini auditório, refeitório, salas multimeios, sala de recursos multifuncionais para atender alunos com deficiência, e espaço de lazer. Estas são apenas algumas das características da Escola Municipal Sabino Barreto que foi inaugurada na manhã desta quarta-feira, 11, no bairro das Águas Negras, em Icoaraci.
A Unidade de Educação deu início às aulas no dia nove de fevereiro, para não prejudicar o calendário escolar, e atende a alunos do Jardim I em tempo integral e a educação fundamental, do 1º ao 3º ano, com turmas nos turnos da manhã e da tarde. A escola, além de atender a necessidade educacional dos filhos dos moradores, traz também a esperança de várias mães em conseguir o tão esperado emprego.
“Ter uma escola como esta é muito bom para nós que moramos aqui. A gente está tendo uma oportunidade que muitos não têm. Sem falar que a minha filha vai poder ficar o dia todinho aqui e eu vou ter a oportunidade de começar a trabalhar e ter uma vida melhor”, disse a dona de casa, Rosiane Silva Leal.
Durante a inauguração, que contou com a presença de autoridades, representantes da comunidade e moradores, o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, ressaltou a importância e a felicidade em poder entregar à população mais um espaço educacional com excelente estrutura e com ensino de qualidade, dentre tantas obras realizadas em sua gestão.
“Eu, enquanto prefeito, me sinto feliz em entregar mais uma escola que não fica atrás de nenhuma outra escola particular. Entre os investimentos realizados estão a saúde e o saneamento, mas a educação é que transforma, por isso,  nesta área o investimento feito pela Prefeitura é de 28%, acima do limite estabelecido”, afirmou Zenaldo, complementando, “ vamos aguardar que este investimento, com excelentes condições de ensino e profissionais qualificados possa ser refletido no aumento do Índice de Desenvolvimento da Educação, o Ideb. E os pais e a comunidade devem estar junto, participando da escola que é importante, mas o fundamental são os valores e a educação ensinados dentro de casa”, afirmou.
A secretária municipal de Educação, Rosinéli Salame, falou do entusiasmo em entregar mais um espaço de educação. “Este é mais um espaço com qualidade superior. Mas, não é apenas um prédio bom, estamos oferecendo também um alto nível de qualidade na educação”, declarou.
No rosto dos alunos era notável o orgulho e o contentamento de estar em uma sala de aula nova e climatizada. “Aqui a sala de aula é grande. É friozinho, ainda estou me acostumando. A professora e os meus colegas são bem legais. Prefiro estudar aqui do que na minha antiga escola ”, disse aluna do Jardim, Juliana Leal Santa Brígida, ao se referir a escola particular em que estudava.
A escola Sabino Barreto traz em seu nome uma homenagem ao homem da comunidade, falecido há quinze anos e um dos primeiros moradores da área, que lutou para o espaço, ainda sem nenhuma construção, se tornasse um dia uma escola para atender as crianças da área.
Hoje, seu bisneto é um dos favorecidos pela nova escola entregue à comunidade. O sentimento, de acordo com Luiz Guilherme Barreto não poderia ser diferente. Ele se diz orgulhoso e feliz pela recordação que terá do seu bisavô. “É legal porque foi colocado o nome dele. É muito especial porque ele era o morador mais antigo”, disse o aluno Luiz Guilherme, de 8 anos.
A climatização, mobília e a estrutura do prédio valorizam não só os próprios alunos, mas também os profissionais que atuam dentro de sala de aula e os cuidados para manter tudo isso limpo e organizado já começaram. “Aqui é uma escola de primeiro mundo, um lugar que as crianças conseguem se concentrar e aprender melhor. Todos os alunos, ao final do dia, fazem uma verificação de mesas, cadeiras e da própria parede, para ver se está tudo limpinho. Com isso, eles mesmos se policiam em manter o ambiente limpo”, explicou Ivone Santos, professora do segundo ano.
Para comemorar a inauguração da escola houve ainda a apresentação do projeto da equipe técnica da educação infantil da Secretaria Municipal de Educação, Chuva Poética, com a performance “ A casa de ser feliz” e a apresentação de dança feita por crianças que moram próximo à escola. 

Texto: Aline Saavedra
Foto: João Gomes - NID Comus
Secretaria Municipal de Educação (SEMEC)

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Ação na Semec alerta servidores para o uso de preservativos





Com danças, música e fantasias, o Núcleo de Atenção à Saúde do Trabalhador, Nast, da Secretaria Municipal de Educação promoveu na tarde desta sexta-feira, 6, uma ação de prevenção a infecções sexualmente transmissíveis , a partir do tema da campanha do carnaval 2015, “Curta o carnaval sem Aids. Se rolar, use camisinha”.
Durante um bate-papo, os funcionários do órgão tiveram informações sobre a Aids e a importância do uso de preservativos, principalmente no período do Carnaval, que se aproxima. A ação ocorreu no salão Pérola, da Secretaria. O evento marcou o início das atividades do núcleo para o ano de 2015.
De acordo com a coordenadora do Nast, Marlene Monteiro, a prevenção ainda é a melhor arma para combater doenças e surpresas desagradáveis. “O Carnaval está próximo e nós, enquanto uma equipe do núcleo que promove ações que possam melhorar a saúde dos nossos colaboradores, temos que informá-los sobre os riscos de um relacionamento não protegido. Queremos por meio desta ação, fazer a promoção da saúde por meio da prevenção”, afirmou.
Dados obtidos pelo Ministério da Saúde apontam a redução do número de pessoas infectadas com o vírus HIV no mundo, entretanto, o número no Brasil permanece em expansão. “A maioria das pessoas sabem o quanto é importante usar o preservativo, mas na maioria das vezes não utiliza, e em muitas das vezes, são em relações casuais, o que se torna mais um agravante”, ressaltou Mauro Filho, enfermeiro oncológico do Hospital Bettina Ferro.
Após as palestras, os funcionários comemoraram o período carnavalesco ao som de marchinhas de carnaval tocadas pela banda da Guarda Municipal de Belém. O momento foi de confraternização, alegria e brincadeiras entre os funcionários. Tudo voltado para a folia segura dos servidores.
A secretária de Educação do município, Rosinéli Salame, prestigiou o evento e afirmou que momentos como estes são importantes para a confraternização dos servidores. “Além de ser um momento de descontração, de entrega, festa e alegria, nos proporciona realmente a possibilidade de integração das equipes de forma segura e participativa. A gente precisa mesmo de momentos como este para relaxar, para ficarmos mais próximos uns dos outros”, disse.
E para finalizar, os funcionários participaram de um concurso de fantasias. Entre os personagens estavam bruxa, mulher-gato, a personagem infantil Mônica, padre e princesa. O grande vencedor do concurso foi o servido público Joel Araújo, fantasiado de padre. Para Joel, que trabalha há 14 anos no serviço público, participar de uma programação como essa  é motivo de felicidade. “É muito importante unir nossa cultura e discussão de campanhas como esta, de prevenção. É válido para toda a população. Estou muito feliz por ter participado e ganhado”, afirmou.

Em segundo lugar ficou a servidora Mira Baltazar, fantasiada de bruxa. Para ela, além da participação, representar o setor de serviços gerais foi uma oportunidade muito significativa. “Foi muito legal porque representei os meus amigos, o meu setor e tenho muito orgulho disso. Foi um prazer” disse contente a funcionária. 
Texto: Aline Saavedra
Foto: Ascom Semec
Secretaria Municipal de Educação (SEMEC)

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Curso do SENAI ofertado para alunos e comunidade dos bairros da Condor – Cremação– Jurunas e Adjacências.



 Estão abertas as inscrições para o curso de Costureiro de Roupas, ministrado pelo SENAI.


 As inscrições ocorrem nos dias 02 e 03 de fevereiro na Escola Municipal Rotary localizada na Rua dos Apinagés, passagem Lauro Malcher, nº 279 – Condor.


 Para se inscrever o aluno deve ter 17 anos de idade, concluído ou estar cursando o ensino fundamental e apresentar a documentação do seu responsável.


 No final do curso, todos os participantes receberão um certificado reconhecido mundialmente.



 Documentação Necessária:


- Cópia da identidade e CPF.

- Comprovante de escolaridade, residência e declaração de baixa renda (preenchida por próprio punho).

- Após a inscrição, o candidato se submeterá a uma prova de seleção, a nível de ensino fundamental. As disciplinas serão Português e Matemática.

- Na data da prova, o candidato deverá apresentar o RG.


  Duração de Curso:



 3 meses (entre os períodos da manhã, tarde e noite).

.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Reunião de Estudo para o Coordenador Pedagógico


Convidamos os Coordenadores Pedagógicos que acompanham diretamente as turmas do Ciclo I do Ensino Fundamental, da Região Metropolitana de Belém (RMB) para Reunião de Estudo, que se realizará no dia 4/02/2015, no Centro de Formação de Professores, no horário de 8h às 12h e 14h às 17h30.  Convém ressaltar que, cada coordenador participará uma única vez de acordo com o seu horário de trabalho. como montar uma loja virtual

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Cardápio da merenda escolar é aprovado pelos alunos da rede municipal



Os alunos da rede municipal de ensino de Belém aprovam o cardápio da merenda escolar. Foi o que constatou o teste de aceitabilidade divulgado nesta quarta-feira, 21, pela Fundação Municipal de Assistência ao Estudante (Fmae). O teste foi aplicado no ano de 2014, nas dezessete unidades de ensino participantes do Projeto Educando com a Horta Escolar e a Gastronomia.
A iniciativa segue a orientação do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que estabelece como um dos procedimentos para o controle da qualidade da alimentação servida aos escolares, a aplicação de testes de aceitabilidade ou de aceitação dos cardápios oferecidos aos alunos por parte das entidades executoras do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).
O teste faz parte da análise sensorial de alimentos, que mede, analisa e interpreta reações das características de alimentos e/ou preparações, ou seja, como eles são percebidos pelos órgãos da visão, olfato, paladar, tato e audição.
“Para uma preparação ser considerada aceita, o índice deve ser, no mínimo, 85% de aceitação. Caso a preparação apresente resultado inferior a esse índice, o teste é reaplicado em outro momento, pois a aceitação de um alimento depende de vários fatores, podendo sofrer variação diária, devido a fatores externos, como barulho, temperatura, clima, aparência da preparação, lanches trazidos de casa, dentre outros”, explica a nutricionista Fmae, Carmem Brandão.
Através do acompanhamento de aceitação dos cardápios oferecidos, os alunos responderam aos testes após o consumo do alimento. A preferência dos alunos foi pelos cardápios salgados compostos por proteínas, carboidratos, frutas e legumes.
Segundo Carmem, “as proteínas são a matéria-prima para a multiplicação de células e para o crescimento infantil. E os carboidratos são os principais fornecedores de energia a ser utilizada pelo organismo da criança nos processos de crescimento, desenvolvimento e ainda para suas atividades diárias”.
O índice de aceitabilidade médio girou em torno de 85,14% entre os alunos. As refeições com índices de aceitabilidade maior foram sopa de legumes com carne (95,65%); carne guisada com hortaliças, arroz, feijão (92,22%) e mingau de arroz (93,04) e trio de frutas - laranja, banana e abacaxi (98,04%).
“A compra dos alimentos é baseada no cardápio elaborado pela equipe de nutricionistas responsáveis, respeitando as preferências alimentares, os hábitos alimentares, a cultura alimentar da localidade e uma alimentação saudável e adequada para cada faixa etária”, afirmou o presidente da Fmae, Walmir Moraes
Desde 2010 as escolas municipais recebem, de forma intensiva, os alimentos oriundos da agricultura familiar.  Dos recursos financeiros repassados pelo FNDE, no âmbito do Pnae, no mínimo 30%  são utilizados  na aquisição de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar. A Fmae já utiliza 39% desse recurso.
Até o tradicional mingau de farinha de tapioca (88,75% de aceitabilidade) faz parte do cardápio da merenda escolar. E é muito bem aceito pelos alunos. “Eu adoro mingau tapioca. Às vezes, eu tomo duas tigelas bem cheias aqui na escola”, disse Juliana Silva, aluna do 9º ano, da escola Alda Eutrópio, no bairro do Tapanã.
Hoje a alimentação escolar oferece além dos gêneros da agricultura familiar, carnes bovinas, de frango e de peixe, sardinhas,ovos, pão, fígado, variados tipos de mingau, iogurte, batidas de frutas, biscoito, achocolatados, entre outros.
Controle de qualidade

Ainda segundo Carmem Brandão, o teste de aceitabilidade corresponde a uma das etapas do controle de qualidade da alimentação escolar. “Os produtos adquiridos seguem a legislação de alimentos estabelecida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde e do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento”.
Na aquisição dos alimentos são analisadas as condições higiênicas e sanitárias do fornecedor, as condições de transporte e estocagem dos alimentos. Já nas escolas é feito o acompanhamento por nutricionistas, do preparo/manuseio até o seu consumo pelos alunos.
“O controle tem início na licitação, que prevê a obrigatoriedade do fornecedor apresentar a ficha técnica ou declaração com informações de composição nutricional do produto e laudo de inspeção sanitária dos produtos. Além disso, é exigida apresentação de amostras para avaliação e seleção do produto a ser adquirido por técnicos do Departamento da Vigilância Sanitária do Município de Belém”, afirma Walmir Moraes.
Ele destaca que os produtos alimentícios da agricultura familiar consumidos hoje nas escolas, colaborou muito para o enriquecimento da merenda servida, possibilitando  o acesso a grande variedade de alimentos  importantes,  como frutas, verduras, leite e derivados, dentre outros,  os quais são produzidos sem uso de agrotóxicos se tornando mais saudáveis para o consumo.


Texto: Jolse Quinto
Foto: Ascom Semec
Secretaria Municipal de Educação (SEMEC)